FANDOM


A temporada de 1967 foi a temporada inaugural da profissionalização do campeonato mundial de automobilismo, tornando-se a chamada Fórmula 1.

IntroduçãoEditar

Com a necessidade da profissionalização e maior regulamentação nos grandes prêmios disputados pelo campeonato mundial de automobilismo, houve a mobilização que criou a Grand Prix Manager (GPM) para administração de todo o campeonato e interesse dos pilotos.

Uma das modificações da categoria seria a concessão de superlicenças permanentes a pilotos selecionados, notavelmente incluíndo os melhores colocados do mundial de automobilismo de 1966, jovens promessas locais como Gilles Villeneuve, Ronnie Peterson, Emerson Fittipaldi e Mario Andretti e pilotos aposentados como Juan Manuel Fangio, Stirling Moss e Wolfgang von Trips, este último com desejo de voltar às pistas após sobreviver a um gravíssimo acidente em 1961. Haveria, também, a inscrição limitada de pilotos locais para equipes que possuíssem um carro vago.

As modificações na categoria trouxeram impedimentos para a manutenção das equipes já existentes e mesmo para os pilotos correrem com seus próprios carros. Para atrair as novas equipes, seria oferecido um chassi denominado de chassi-base, podendo este ser modificado por um engenheiro, que também deveria cuidar dos motores. A categoria conseguiu manter os fornecedores de motores, pneus e combustíveis e conseguiu um total de nove equipes iniciais: Eintracht, Esthar, F1 Racing, Narnia, PVD, Romani, Safety Car, Savoia e SPO Classic.

Partindo do zero, as equipes adotaram posturas completamente diversas desde ao número de pilotos quanto aos fornecedores e o tipo de investimento realizado, trazendo imprevisibilidade etapa após etapa e bastante público aos autódromos.

ResumoEditar

A primeira corrida na África do Sul teve Jackie Stewart e sua Esthar conquistando a primeira vitória, com destaque para a equipe Narnia, que colocou dois de seus três pilotos nas duas primeiras posições de grid e conquistou o terceiro e quarto lugares na corrida. Em Mônaco, Peterson foi novamente pole, mas Fangio e sua Savoia conquistaram a vitória, com apenas Stirling Moss, da Narnia, tendo pontuado nas duas provas. Na Grã-Bretanha, a pole foi de Jim Clark com sua SPO Classic, mas um acidente logo no começo da prova permitiu a vitória de uma terceira equipe diferente: a PVD, com Jacky Ickx. O segundo lugar colocava Fangio no topo do mundial, com Savoia e Narnia empatadas na liderança dos construtores. Ickx repetiu o feito na Bélgica após largar da pole, encostando em Fangio e colocando sua equipe em primeiro. Moss voltou a colocar a Narnia na frente do grid na Holanda e Fangio, vencendo novamente, disparou junto com sua equipe para não serem mais alcançados. O argentino venceu na prova seguinte, na Alemanha, conquistando sua primeira pole. No México, foi a vez de Stewart retornar ao lugar mais alto do pódio, fazendo sua primeira pole. Nos Estados Unidos, Moss foi quem conquistou a pole a vitória. Fangio voltou a vencer no Canadá após largar atrás de Regazzoni.

Em Portugal, a Safety Car estreou o primeiro chassi projetado da categoria, com Mario Andretti garantindo a pole com 3,5 segundos de vantagem para Stewart, vencendo sua primeira prova. A equipe dominou as provas finais após copiar um chassi para Jim Clark, vindo da SPO Classic, que conquistou as poles na Espanha, França e Itália, vencendo as duas últimas e abandonando em território espanhol e assistindo à vitória de Andretti. No entanto, a grande vantagem de Fangio e da Savoia nas etapas finais garantiu os títulos antecipados com três e duas corridas restantes, respectivamente. Ambos se destacaram pela regularidade, pontuando em 11 das 13 provas do ano.

Apesar da profissionalização da categoria, F1 Racing, Romani e SPO Classic tiveram seu investimento retirado durante a temporada até serem adquiridas por novos proprietários a partir do Grande Prêmio de Portugal. Outro ponto recorrente foram as ausências em treinos e desistências de provas, com destaque para Eintracht, Esthar, PVD e SPO Classic.

A temporada de 1967 trouxe uma maior regularidade entre pilotos e equipes. À exceção dos alugueis de pilotos locais realizados constantemente por Romani e Safety Car, pouca movimentação foi vista se comparado com os anos anteriores.

RegulamentoEditar

O sistema de pontuação 9-6-4-3-2-1 para os primeiros seis colocados foi mantido, porém sem a existência dos descartes para pilotos. Devido à inexistência de limite de carros por equipe, apenas os dois melhores resultados seriam considerados para o mundial de construtores caso três ou mais pilotos de uma mesma equipe chegassem aos pontos.

O fornecimento de motores e pneus era independente, permitindo que as equipes encomendassem lotes e utilizassem livremente entre os pilotos, podendo inclusive combinar duas ou mais marcas em um mesmo fim de semana.

A troca de chassis entre os pilotos de uma mesma equipe não era restringida, mas foi proibida após os treinos do GP da França em que a Safety Car realizou um revezamento dos chassis projetados entre os pilotos contratados e os pagantes, definindo que os pilotos deveriam utilizar na corrida o chassi dos treinos.

EtapasEditar

Etapa Corrida Pole Vencedor Construtor
1 África do Sul Ronnie Peterson Jackie Stewart Narnia Ford-Cosworth
2 Mônaco Ronnie Peterson Juan Manuel Fangio Savoia Ferrari
3 Grã-Bretanha Jim Clark Jacky Ickx PVD Ford-Cosworth
4 Bélgica Jacky Ickx Jacky Ickx PVD Ford-Cosworth
5 Holanda Stirling Moss Juan Manuel Fangio Savoia Ferrari
6 Alemanha Juan Manuel Fangio Juan Manuel Fangio Savoia Ferrari
7 México Jackie Stewart Jackie Stewart Esthar Ford-Cosworth
8 Estados Unidos Stirling Moss Stirling Moss Narnia Ford-Cosworth
9 Canadá Clay Regazzoni Juan Manuel Fangio Savoia Ferrari
10 Portugal Mario Andretti Mario Andretti Safety Car Climax
11 Espanha Jim Clark Mario Andretti Safety Car Climax
12 França Jim Clark Jim Clark Safety Car Climax
13 Itália Jim Clark Jim Clark Safety Car Climax

Equipes e pilotosEditar

Equipe Chefe Pilotos Etapas
Eintracht André Luís Emerson Fittipaldi 1–5, 7–13
Wolfgang von Trips 1–5, 7–13
Esthar Diego Jackie Stewart Todas
Jean-Pierre Beltoise Todas
F1 Racing Alfredo (1), Wagner (10–13) Mike Hawthorn 1, 10–13
Narnia Lucas Fioreze Ronnie Peterson Todas
Stirling Moss Todas
Denny Hulme 1–3
Clay Regazzoni 4–10
Giancarlo Baghetti 13
PVD Leonardo François Cevert 1–10, 12–13
Jacky Ickx 1–10, 12–13
Romani Rubens (1–4), Adonis (10–13) Jack Brabham 1–4, 10–13
Tony Maggs 1
Henri Pescarolo 2
Peter Gethin 3
Olivier Gendebien 4
Piers Courage 10
Safety Car Victor Mario Andretti Todas
Jim Clark 10–13
Jochen Rindt 10
John Love 1
Maurice Trintignant 2
Mike Parkes 3
Lucien Bianchi 4
Reine Wisell 5
Silvio Moser 6
Ricardo Rodríguez 7
Ronnie Bucknum 8
Bob Bondurant 9
Chris Amon 11
Guy Ligier 12
Piers Courage 12
Ludovico Scarfiotti 13
Savoia Iuri Juan Manuel Fangio Todas
John Surtees 1–2, 6–13
Gilles Villeneuve 3–5
Graham Hill 10–13
Phil Hill 8–9
SPO Classic Rodrigo (1–7), Thiago Körting (10–13) Graham Hill 1–7
Jim Clark 1–7
Denny Hulme 10–13
Jochen Rindt 11–13
Chris Amon 10
  • Em laranja: pilotos pagantes

Mudanças durante a temporadaEditar

  • John Surtees (Savoia) se lesionou na corrida em Mônaco e foi substituído por Gilles Villeneuve no período em que esteve se recuperando.
  • Denny Hulme (Narnia) foi dispensado após três corridas, sendo substituído em definitivo por Clay Regazzoni a partir do GP da Bélgica. O suíço se lesionou nos treinos do GP de Portugal e não foi substituído. O neozelandês foi contratado em definitivo pela SPO Classic a partir do GP de Portugal.
  • Graham Hill (SPO Classic) foi adquirido pela Savoia em definitivo a partir do GP de Portugal.
  • Jim Clark (SPO Classic) foi adquirido pela Safety Car em definitivo a partir do GP de Portugal.
  • Jochen Rindt correu gratuitamente pela Safety Car no GP de Portugal, sendo contratado em definitivo pela SPO Classic na etapa seguinte.

Mundial de pilotosEditar

Pos. Piloto AFS MON GBR BEL HOL ALE MEX EUA CAN POR ESP FRA ITA Pts.
1 Juan Manuel Fangio AB 1 2 2 1 1 2 3 1 2 2 5 8 72
2 Mario Andretti 7 5 4 5 2 5 5 8 4 1 1 2 2 50
3 Jackie Stewart 1 NL AB 6 6 7 1 2 2 3 5 AB 3 42
4 Jacky Ickx 6 AB 1 1 AB 6 7 NL 8 5 3 7 26
5 Ronnie Peterson AB 4 3 AB AB 2 AB 4 NL 8 6 AB 4 20
6 Jim Clark AB AB AB NL NL NL NL 9 AB 1 1 18
7 Stirling Moss 3 6 AB AB AB AB AB 1 AB 7 4 6 NL 18
8 Emerson Fittipaldi AB 3 8 4 8 AB 6 3 4 AB AB NL 15
9 Jack Brabham AB 2 6 3 NL 10 8 12 11
10 Graham Hill 2 9 AB NL NL NL NL 6 3 AB AB 11
11 John Surtees 8 AB 3 4 7 6 11 7 AB 10 8
12 Jean-Pierre Beltoise AB NL 9 AB 7 9 3 5 7 12 AB 7 5 8
13 Denny Hulme 4 AB AB AB 9 4 6 7
14 Clay Regazzoni 7 4 4 AB AB AB NL 6
15 Gilles Villeneuve 7 AB 3 4
16 François Cevert 9 8 5 AB 5 8 AB NL 9 AB AB 11 4
17 Mike Hawthorn 5 NL 12 AB 9 2
18 Phil Hill 9 5 2
19 Wolfgang von Trips AB 7 AB AB AB 6 AB AB 13 11 AB NL 1
- Jochen Rindt 10 8 AB 13 0
- Olivier Gendebien 8 0
- Ricardo Rodríguez 8 0
- Lucien Bianchi 9 0
- Reine Wisell 9 0
- Piers Courage NL 9 0
- Tony Maggs 10 0
- Mike Parkes 10 0
- Silvio Moser 10 0
- Ronnie Bucknum 10 0
- Bob Bondurant 10 0
- John Love 11 0
- Chris Amon 14 AB 0
- Maurice Trintignant AB 0
- Peter Gethin AB 0
- Guy Ligier AB 0
- Giancarlo Baghetti AB 0
- Ludovico Scarfiotti AB 0
- Henri Pescarolo NL 0

Mundial de construtoresEditar

Pos. Equipe AFS MON GBR BEL HOL ALE MEX EUA CAN POR ESP FRA ITA Pts.
1 Savoia 0 9 6 6 13 13 9 4 11(12) 7 10 2 0 90(91)
2 Safety Car 0 2 3 2 6 2 2 0 3 9 9 15 15 68
3 Esthar 9 0 1 1 0 13 8 6 4 2 0 6 50
4 Narnia 7 4 4 0 3 9 0 12 0 0 4 1 3 47
5 PVD 1 0 11 9 2 1 0 0 2 4 0 30
6 Eintracht 0 4 0 3 0 1 1 4 3 0 0 16
7 Romani 0 6 1 4 0 0 0 11
8 SPO Classic 6 0 0 0 0 3 1 10
9 F1 Racing 2 0 0 0 2

NavegaçãoEditar

Próxima temporada: Temporada de 1968

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória